Comitê Inova PE debate interface com universidades e capacitação

18° encontro de líderes empresariais ocorreu nesta sexta (10), com participação da representantes da CNI e Siemens do Brasil

A 18ª reunião do Comitê de Líderes Empresariais do programa Inova Pernambuco, coordenada pelo IEL/PE, rendeu bons frutos. O encontro, realizado na manhã desta sexta-feira (10), na sede da Fiepe, teve como resultado duas iniciativas: uma integração de trabalho entre o Inova PE e a Mobilização Empresarial para a Inovação (MEI), da Confederação Nacional da Indústria (CNI); e a validação, por parte dos empresários, das atividades propostas pelo Inova PE.


Os convidados desta edição foram a diretora de inovação da CNI, Gianna Sagazio, e o diretor de inovação e competitividade da Siemens do Brasil, Ronald Dauscha. Ambos abordaram a importância de iniciativas de inovação por parte do empresariado. Enquanto isso, Gianna deu um panorama da situação da competitividade no país e apresentou as propostas da MEI, Dauscha se concentrou em mostrar os mecanismos de inovação da Siemens.


Durante o debate, foi apresentada uma proposta criada pelo Inova PE para capacitação em inovação para supervisores de indústrias. Focada em três pilares (sensibilização dos gestores, capacitação dos supervisores e prática da inovação), o objetivo dela é gerar melhorias contínuas de processos, além de estabelecer metas e padrões para resolução de desafios. A iniciativa foi validada pelo comitê e pelas empresas Tron e Supergesso, que aceitaram participar dessas capacitações.


Outro assunto discutido foram os diálogos entre empresas e universidades, que demandam atenção de ambos os lados. Após um projeto piloto com a UPE, realizado pelo Inova PE, foi constatada a necessidade de se criar uma unidade na universidade para coordenar o recebimento das demandas, encaminhamento aos centros de ensino e pesquisa pertinentes para análise, apresentação e negociação de propostas para atendimento das demandas. Atualmente, há projetos em curso na UPE e na UFPE para criação de unidades de relacionamento entre empresa e instituição de ensino.


Ainda assim, o debate também se concentrou nos entraves. “As relações começam na noção de aluno, que deveria ser de aprendiz, mais prática”, opinou Antônio Carlos Maranhão, ex-secretário de Trabalho do Estado e professor aposentado da UFPE. “Em geral, os docentes não se engajam tanto porque eles são obrigados a gastar tempo com minúcias burocráticas, produção de pesquisa e outros fatores. Não é fácil, mas todos precisamos melhorar”, afirmou Rejane Mansur, secretária regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência.


A integração de trabalho do Inova PE com a MEI veio após os empresários demonstrarem interesse em ter a colaboração da CNI para uma iniciativa de atração ou retenção de engenheiros. “Esse diálogo com a Confederação tem tudo para trazer bons resultados”, declarou Oscar Rache, coordenador do Inova PE.


Também participaram da reunião representantes da Fiat Chrysler, Raymundo da Fonte, Vivix, Tambaú, Itep, UPE, Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado, Biológicus, entre outros. A próxima reunião está prevista para outubro, sem data definida por enquanto.

 

Data de Publicação: 10/07/2015

Av. Lins Petit, nº 100 - 18º e 19º andar - Boa Vista | CEP 50070-230 | Recife - PE | FONE: 81 3334.7000 | Fax: 81 3334-7042/7043